Estão Online

Nós temos 2 visitantes online

- TV e Radio Online -

Últimas Notícias

  • Cesar Benjamin e Paulo Messina assinam 'termo de paz' após ofensas por redes sociais

    Secretário municipal de Educação e chefe da Casa Civil acataram pedido de Crivella para trabalharem juntos 'pelo bem' do Rio na prefeitura: 'Episódio superado'. Messina e Benjamin assinaram 'termo de paz' Reprodução A crise entre o secretário municipal de Educação, Cesar Benjamin, e o chefe da Casa Civil, Paulo Messina, teve um desfecho pacífico nesta quarta-feira (23). Com mediação do prefeito Marcelo Crivella, os dois assinaram um documento em que dizem considerar o "episódio superado" e se comprometem a "trabalhar juntos pelo bem da nossa cidade". Os dois vinham trocando farpas por redes sociais e Benjamin chegou a pedir para sair do cargo, mas depois voltou atrás. Entenda a crise entre Messina e Benjamim
  • Gilmar Mendes manda soltar dois integrantes do governo Sérgio Cabral

    Ministro do STF mandou substituir prisões por medidas cautelares nos casos do ex-secretário de Obras Hudson Braga e do ex-assessor Carlos Miranda. Mais cedo, ele libertou empresário. Gilmar Mendes manda soltar dois presos da Lava Jato no Rio O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes mandou soltar nesta quarta-feira (23) dois integrantes do governo Sérgio Cabral (MDB) no Rio de Janeiro que estavam detidos havia um ano e meio – Hudson Braga, ex-secretário de Obras, e Carlos Miranda, ex-assessor do então governador. Os dois foram presos na Operação Calicute, da Polícia Federal, em novembro de 2016, junto com o ex-governador, que atualmente se encontra no presídio de Bangu 8, no Rio. Mendes substituiu as prisões de Braga e Miranda pelas seguintes medidas cautelares: proibição de manter contato com demais investigados; proibição de deixar o país; entrega do passaporte em até 48 horas; recolhimento domiciliar noturno e nos fins de semana e feriados No caso de Carlos Miranda, a decisão de Gilmar Mendes revogou uma ordem específica de prisão. O inteiro teor da decisão é sigiloso e não foi divulgado pelo gabinete do ministro. Mas, segundo a defesa, ele não será solto porque há outro mandado de prisão em vigor. Hudson Braga, ex-secretário de obras do governo de Sérgio Cabral no RJ Fernanda Almeida/Governo do Rio de Janeiro Hudson Braga foi preso na Operação Calicute, em novembro de 2016, junto com o ex-governador, e é réu por associação criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Braga foi condenado no Rio de Janeiro a 27 anos de prisão, mas o recurso ainda não foi julgado na segunda instância da Justiça Federal, o Tribunal Regional Federal da Segunda Região. No pedido de liberdade, a defesa afirmou que o decreto de prisão após a condenação não apontou a necessidade concreta de ele ficar detido, uma vez que a ação penal já foi aberta. Também argumentou que ele não ocupa mais cargo público desde julho de 2014, que Hudson Braga é réu primário, casado, dois filhos e tem endereço fixo. Conforme os advogados, o ex-secretário apresenta ainda um quadro de saúde delicado, com hipertensão arterial e problemas cardíacos. Segundo Gilmar Mendes, a Segunda Turma já confirmou liberdade a outros acusados que ainda não tiveram recursos julgados em segunda instância. Por isso, apontou "a ocorrência de constrangimento ilegal suficiente" para conceder a liberdade. O ministro Gilmar Mendes também ordenou a soltura do ex-assessor de Sérgio Cabral Carlos Miranda, também preso desde novembro de 2016. Ele considerou ainda que o juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, manteve a prisão após a condenação em primeira instância sem indicar "elementos concretos" que exigissem a prisão preventiva. Carlos Miranda, preso desde 2016, ex-assessor do ex-governador Sérgio Cabral Reprodução/TV Globo Empresário Mais cedo, nesta quarta, o ministro já havia determinado a soltura do empresário Arthur Mário Pinheiro Machado, preso em um desdobramento da Operação Lava Jato no Rio. Ele é um dos suspeitos de integrar grupo que atuou em fraudes nos fundos de pensão Postalis (dos Correios) e Serpros (do Serviço de Processamento de Dados do Governo Federal, o Serpro). Ex-secretário Gilmar Mendes também mandou soltar Marcos Vinicius Silva Lips, ex-secretário da área de administração penitenciária do Rio de Janeiro. O ministro destaca que ele deve ser solto "se por algum outro motivo não estiver preso". Foram estipuladas as seguintes medidas cautelares: proibição de manter contato com os demais investigados, por qualquer meio; proibição de deixar o País sem autorização; entrega do passaporte em até 48 horas. Lips foi preso em março deste ano na Operação Pão Nosso, um desdobramento da Lava Jato que apura irregularidades no sistema penitenciário do Rio. A ordem de prisão foi do juiz federal Marcelo Bretas. Gilmar Mendes concedeu a Lips uma extensão na decisão que soltou, nesta semana, o delegado Marcelo Luiz Santos Martins, da Polícia Civil do Rio, preso na mesma operação. A defesa de Lips argumentou que, assim como no caso do delegado, não foi apresentada motivação suficiente para a prisão. Gilmar Mendes concordou que não foram indicados elementos concretos.
  • Infraero alerta que aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Recife, Palmas, Maceió e Aracaju só têm combustível para esta quarta-feira

    Outros sete aeroportos têm combustível para no máximo dois dias, entre os quais Santos Dumont (RJ). Anac recomenda procurar companhias aéreas. Trecho de relatório da Infraero sobre falta de combustível Reprodução/G1 Um relatório da Infraero de 11h09 aponta que os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e os de Palmas (Tocantins), Recife (Pernambuco), Maceió (Alagoas) e Aracaju (Sergipe) têm combustível suficiente para abastecer as aeronaves até esta quarta-feira (23), em razão da greve de caminhoneiros e do bloqueio às distribuidoras. Congonhas é um dos três aeroportos mais movimentados do país. É nele que fica a rota de maior circulação de passageiros do Brasil, a ponte aérea Rio-São Paulo. Outros sete aeroportos têm combustível para um ou no máximo dois dias (Santos Dumont-RJ, Goiânia-GO, Teresina-PI, Campo Grande-MS, Ilhéus-BA, Foz do Iguaçu-PR e Londrina-PR). O alerta foi dado pelo Núcleo de Acompanhamento e Gestão Operacional (Nago), no "relatório de monitoramento da mobilização dos caminhoneiros". O relatório diz respeito apenas aos aeroportos administrados pela Infraero; os gerenciados por empresas privadas não entram na lista. Brasília, por exemplo, restringiu, também nesta quarta-feira (28), o recebimento de aeronaves com pouco combustível no terminal. Pelo 3º dia seguido, nesta quarta-feira (23), caminhoneiros continuam protestando em rodovias federais e estaduais, além de vias importantes em 23 estados do país mais o Distrito Federal. Alguns atos ocorrem diante de refinarias, impedindo a saída de caminhões-tanque. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) disse recomendar aos passageiros "com voos marcados para os próximos dias que consultem as empresas aéreas antes de se deslocarem para os aeroportos até que a situação se normalize". A Abear, associação que representa companhias aéreas, não se manifestou. Em nota, a Infraero informou estar "monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo". Situação do combustível nos aeroportos Igor Estrella/G1 Veja a situação específica dos aeroportos da Infraero: Têm combustível apenas até esta quarta-feira - 5 aeroportos: Congonhas (SP) - "As carretas da BR Distribuidora foram bloqueadas e não conseguiram chegar no aeroporto. A Shell conseguiu trazer 4 das 10 carretas previstas" Recife (PE) - "Chegaram quatro carretas do Rio Grande do Norte e, com contingência aplicada pelas companhias aéreas, temos estoque até as 18h de hoje [quarta]" Aracaju (SE) - "Querosene suficiente até esta quarta e gasolina até quinta. Há caminhões parados em Feira de Santana/BA, distante 300 km de Aracaju, ou quatro horas)"; Palmas (TO) - "Caminhão da BR parado em Gurupi-TO. Previsão de estoque até meio-dia. O da Shell está parado em Paulínia-SP"; Maceió (AL) - Shell tem estoque apenas para hoje. BR tem estoque para dois dias. Solicitado apoio da Polícia Rodoviária Federal para liberar caminhão preso em barreira". Combustível para mais um dia ou dois - 7 aeroportos Santos Dumont (RJ) - Tem combustível para mais um dia, até 24/5; Goiânia (GO) - "Combustível atende a aviação até o dia 24"; Teresina (PI) - "Autonomia até 25/5"; Campo Grande (MS) - "Estoque até sexta 25/5"; Ilhéus (BA) - "Em função das carretas não conseguire passar no bloqueio em Cruz das Almas, caso não chegue até amanhã às 08:30, o abastecimento do aeroporto estará comprometido"; Foz do Iguaçu (PR)- Mesmo usando todo o estoque da BR, teremos combustível somente até amanhã"; Londrina (PR) - "Combustível (...) para hoje e amanhã. Previsão de reposição de estoque para amanhã". Combustível suficiente para três dias ou mais - Joinville (SC); São Luís (MA); Navegantes (SC); Manaus (AM); Uberaba (MG) Uruguaiana (RS); João Pessoa (PB); Uberlândia (MG); São José dos Campos (SP); Paulo Afonso (BA); Santarém (PA); Juazeiro do Norte (CE). Leia a íntegra da nota da Infraero A Infraero está monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo. Ao mesmo tempo, a Infraero está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa. Sobre o relatório mencionado pela reportagem, trata-se de um levantamento diário da Infraero e que ajuda a empresa a monitorar a situação do fornecimento de querosene de aviação pelas fornecedoras, além de auxiliar na proposta de ação por parte do Poder Público no sentido de garantir o abastecimento das aeronaves. Aos passageiros, a Infraero recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos. Aos operadores de aeronaves, a empresa orienta que façam a consulta sobre a disponibilidade de combustível na origem e no destino do voo programado. A Infraero compreende o direito de manifestação, mas entende que os protestos devem ocorrer sem afetar o direito de ir e vir das pessoas, bem como a segurança das operações aeroportuárias. Interdições nas rodovias federais Alexandre Mauro/G1 Initial plugin text
  • Curso de graça: Rio terá Centro de qualificação profissional voltado à gastronomia social
    Cozinha Escola e Panificadora do Trabalhador será aberta na sexta-feira (25), em Ricardo de Albuquerque. Taxa de desemprego no estado é a maior da região Sudeste no 1º trimestre: 15%. O Rio vai ganhar um centro de qualificação profissional voltado à gastronomia social. A implantação da primeira Cozinha Escola e Panificadora do Trabalhador será na sexta-feira (25), em Ricardo de Albuquerque, na Zona Norte. Serão turmas de até 30 alunos, com produção de pães, bolos e tortas. Eles vão aprender a usar cascas e sementes. A Casa do Trabalhador também vai oferecer cursos de Encarregado de Limpeza, Vigia e Porteiro, Gestão Patrimonial e Técnicas de Vendas. Tudo de graça. As inscrições podem ser feitas na administração do local: Estrada Marechal Alencastro, 2331, Ricardo de Albuquerque. Está Casa do Trabalhador é uma parceria entre a Secretaria de Estado de Trabalho e a Faetec. A taxa de desemprego no estado foi a maior da região Sudeste no primeiro trimestre: 15%, segundo dados do IBGE. O número de desempregados aumentou quase 50% em um ano.
Mundnet Telecom - O mundo ao seu alcance

Navegadores Recomendados

 


 

     Nossa empresa vem atuando na área de telecomunicações e relacionando-se, cada vez mais, com a internet voltada para aplicações que satisfaçam os clientes fixos e móveis. Devemos considerar um grande mundo wireless que está se descortinando. É a tecnologia que irá alavancar o futuro dos internautas.

     O acesso à internet torna-se a cada dia mais importante para a vida das empresas e das pessoas. As informações são compartilhadas e muitas ações são simplificadas e agilizadas. Para que o usuário conecte-se a rede mundial de computadores, dois provedores são colocados em ação.

     Um, denominado PROVEDOR DE INTERNET, provê o serviço de telecomunicação, isto é, conecta o local em que está o computador do usuário com o local onde estão os servidores. Esta conexão pode ser discada, cabo, rádio, satélite, etc.

     O outro provedor envolvido nessa ligação do usuário com a rede é o PROVEDOR DE SERVIÇOS. Ele funciona como uma grande central que liga o usuário aos servidores da internet e usualmente também fornece serviços agregados, como e-mail, por exemplo.

     Em muitos casos os dois provedores atuam interligados e o usuário ao contratar um está automaticamente contratando o outro. Outras vezes o usuário terá que contratar um serviço e depois o outro – é o caso, por exemplo, das operadoras de telefonia fixa, proibidas pela ANATEL de oferecer os dois serviços.

     A Mundnet Telecom vem disponibilizar os provedores de INTERNET e SERVIÇOS aos seus clientes com uma única mensalidade, proporcionando assim, uma maior economia e versatilidade aos usuários.

     Chegou a chance que você queria para ter acesso à internet através de um provedor wireless, que distribui a conexão via rádio, ganhando versatilidade de uma forma muito prática.

     Economize seu dinheiro não gastando mais com pulsos nem ocupando sua linha telefônica, além de ter uma conexão muito mais rápida, segura e estável.



Você sabia que TODAS as empresas de telecomunicações (provedores de internet) devem cumprir algumas exigências:

ter pelo menos um funcionário com CREA-RJ registrado na Empresa;

 

 ser licenciadas junto à Anatel (SCM-53500.000009/2010 - Estação-696336936); e



Pense bem antes de imprimir.
Você esta preservando a natureza, as árvores agradecem!

 
“A Vontade de Deus nunca irá levá-lo aonde a Graça dEle não possa protegê-lo"